Goodyear lidera LMP2 no Mundial de Resistência

Goodyear lidera LMP2 no Mundial de Resistência

O Circuito Internacional do Bahrain recebeu a quarta corrida do Campeonato do Mundo de Resistência da FIA e a equipa da Goodyear Racing deu seguimento aos seus bons resultados.

Após a sua vitória histórica na classe LMP2 na corrida anterior, em Xangai, conseguiu que a equipa Jackie Chan DC Racing terminasse a ronda do Bahrain enquanto líder do campeonato.

Depois de uma intensa corrida de oito horas, a equipa Jackie Chan DC Racing, formada pelos pilotos Ho-Pin Tung, Gabriel Aubry e Will Stevens, comemorou a liderança dos campeonatos, tanto de pilotos como de equipas, após alcançar um terceiro posto numa corrida complicada. Terminaram logo atrás dos seus companheiros que também montavam pneus Goodyear, a Jota Sport.

O início da corrida deixou em apuros as duas melhores equipas equipadas com pneus Goodyear. Uma colisão na primeira volta, entre dois carros de LMP1, desencadeou embates e o caos em todo o pelotão. Tanto Davidson como Tung atrasaram-se para o evitar.

Ambos recuperaram rapidamente para igualar o ritmo do líder, mas tinham ficado para trás. Depois de uma primeira ronda de paragens para reabastecimento, Davidson foi, constantemente, um dos carros mais rápidos em pista, mas o piloto de referência era Kenta Yamashita.

A estrela japonesa deleitava-se com a aderência do seu Oreca da High-Class Racing equipado com pneus Goodyear, com um ritmo 2 a 3 segundos mais rápido do que o dos carros que tinha na sua frente.

Na volta 33, superou o Alpine e o Aurus, vencedores do WEC e das ELMS, respetivamente. Assim, alcançou o terceiro lugar, antes de superar o Oreca da Racing for Nederland uma volta mais tarde.

Na marca dos 90 minutos, com González e Stevens aos comandos dos protótipos da Jota e da Jackie Chan, o sol do deserto deu lugar à escuridão e aos faróis. A dupla manteve um ritmo forte, progredindo até aos segundo e terceiro lugares quando estava disputada metade da corrida.

A queda de temperatura para os 4º C daí resultante, muito inferior aos 20º C inicialmente previstos, devido a condições diurnas mais frias do que o esperado, evidenciou a necessidade de uma performance versátil por parte dos pneus.

A Goodyear tinha trazido os seus pneus de especificação A e C, já que ambos tinham demonstrado dispor de uma ampla janela de operação nas anteriores corridas da temporada.

Davidson regressou aos comandos do Jota Sport com as cores da Goodyear quando faltavam duas horas para o final e iniciou a perseguição ao líder, o expiloto de F1 Paul Di Resta.

Antes de entrar na derradeira hora de prova, Davidson entregou o volante a António Félix da Costa, que consolidou um impressionante segundo lugar depois do atraso inicial.

O carro da Jackie Chan DC completou os lugares do pódio, levando Tung, Aubry e Stevens a tornarem-se líderes do campeonato.

Notícias da mesma categoria

Joana Calado

Do mesmo Autor: Joana Calado

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com