BFGoodrich preparada para enfrentar o Dakar 2020

BFGoodrich preparada para enfrentar o Dakar 2020

A BFGoodrich utilizará o Dakar como o mais exigente laboratório para o desenvolvimento dos seus pneus. Desde 1999 que a marca do Grupo Michelin venceu todos as edições da mais dura prova de resistência em que participou.

Em 2020, a BFGoodrich enfrentará o desafio que representa um novo território: a Arábia Saudita. As equipas favoritas à vitória, entre as quais se encontram a Toyota e a MINI, confiam na marca, que, em 2020, celebra o seu 150.° aniversário.

Os pneus desempenham um papel crucial numa prova tão exigente como é o Rally Dakar. Os participantes percorrerão uma ampla variedade de paisagens, como desfiladeiros, montanhas, dunas e troços rápidos, em que não faltarão zonas de rochas ou pedras afiadas.

Por isso, os pneus do Dakar devem oferecer uma combinação única de aderência, tração, estabilidade direcional e robustez, assim como elevada resistência ao desgaste.

Um equilíbrio tão versátil é muito difícil de obter. Para a 42.ª edição do Dakar, os pneus BFGoodrich All Terrain T/A KDR2+ não necessitarão de sofrer modificações face aos de 2019. E para a prova estarão disponíveis em dois tipos de composto: macio e médio.

As dimensões variam em função do tipo de carro: os veículos com tração às quatro rodas montam jantes de 16” (pneus de medida 245/80-16) e os buggies, com tração às duas rodas, utilizam jantes de 17” (pneus de medida 37/12,5-17).

Além do All Terrain T/A DKR2+, outro protagonista da prova será o BFGoodrich KM3, a quinta geração do primeiro pneu de todo-o-terreno radial, lançado em 1980. Ao longo dos anos, este pneu, que também está disponível para os veículos de estrada, tem sido desenvolvido e evoluído graças à experiência recolhida na competição.

É capaz de evoluir tanto em areia como na lama, tendo sido concebido para escalar as pendentes mais acentuadas ou para enfrentar com eficácia as dunas. Após a introdução de um leque mais amplo de dimensões, em 2019, o BFGoodrich KM3 cobre, agora, 78% do mercado.

Inúmeros participantes do Dakar 2020 utilizarão, também, o pneu BFGoodrich T/A KM3 SSV, a variante para os rápidos e ligeiros Side by Side (SSV).

As duas equipas favoritas à vitória no Rally Dakar 2020, Toyota Gazoo Racing e X-Raid MINI, confim nos pneus BFGoodrich. Os carros de Carlos Sainz/Lucas Cruz e de Stéphane Peterhansel/Andrea Peterhansel (MINI), bem como de Fernando Alonso/Marc Coma, Nasser Al-Attiyah/Matthieu Baumel, Bernhard Ten Brinke/Tom Colsoul e Giniel de Villiers/Álex Haro (Toyota), montarão os All Terrain T/A KDR2+.

O primeiro Dakar a disputar no Médio Oriente seguirá um percurso variado de mais de 9.000 km. A prova terá início a 5 de janeiro, em Jeddah, cidade que combina história e modernidade à beira do Mar Vermelho, antes da caravana rumar ao norte do país, em direção à província costeira de Tabuk, que faz fronteira com a Jordânia.

O destino seguinte será a capital da Arábia Saudita, Riade, onde pilotos, copilotos e mecânicos descansarão a 11 de janeiro. No dia seguinte, partirão rumo ao sul do país, seguindo um percurso de 5.000 km. Os participantes chegarão à meta em Qiddiya, a 17 de janeiro.

Para a maioria dos participantes no Dakar, a BFGoodrich é mais do que um fornecedor de pneus. Desde há muito que o BFGoodrich Dakar Service Center se tornou, não só, num lugar onde se substituem ou reparam pneus, como, também, num sítio onde é possível manter uma conversa depois de um duro dia de trabalho ou partilhar as sensações com o pessoal técnico da marca e com outros pilotos.

A assistência técnica está disponível das 15h às 23h depois de cada etapa, com uma equipa de doze técnicos, que trabalham com os veículos, analisam o desgaste dos pneus e disponibilizam aconselhamento sobre a escolha de pneus e das pressões para o dia seguinte.

Em 2019, o BFGoodrich Dakar Service Center inaugurou uma estrutura, que inclui uma oficina, uma exposição de pneus da marca no Dakar, um local para os participantes descontraírem enquanto se trabalha no seu veículo e uma zona para convidados.

Tal como na edição anterior, espera-se que 2.000 pneus BFGoodrich sejam utilizados durante o percurso de 2020. Dependendo da classe em que compitam e do tipo de carro que conduzam, as equipas utilizam entre 20 e 50 neumáticos durante a maratona de 12 dias. Após o evento, os pneus serão analisados pelo Centro de Investigação e Desenvolvimento em Ladoux (França), perto de Clermont – Ferrand.

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com