Duplo pódio para equipas da Goodyear no Texas

Duplo pódio para equipas da Goodyear no Texas

O Circuito das Américas (COTA) foi palco de um impressionante ataque ao pódio por parte das duas equipas da Goodyear em LMP2.

O traçado texano acolheu a quinta ronda do Campeonato do Mundo de Resistência da FIA 2019-2020. A Goodyear começou o fim de semana na liderança da classe, então ocupada pela equipa Jackie Chan DC Racing, composta pelos pilotos Gabriel Aubry, Will Stevens e Ho-Pin Tung.

A outra equipa de Goodyear, a Jota Sport, procurava repetir a vitória de Xangai com a formação composta por Anthony Davidson, António Félix da Costa e Roberto González.

Numa agitada primeira meia hora de corrida no circuito de F1 do Texas, Stevens rodou de forma consistente na quarta posição, mas o seu ex-companheiro na equipa Caterham de F1, Giedo Van der Garde, levou a que efetuasse um pião. Por isso, caiu para os últimos lugares.

Tal contratempo, em combinação com o arranque lento realizado pelo carro da Jota, significou que o duo da Goodyear teve de enfrentar cinco horas e meia de recuperação desde a cauda do pelotão de LMP2.

A meio da corrida, Tung e González deram grandes contributos para a recuperação de ambas as equipas. Após duas horas e meia de prova, as duas equipas tinham feito bom uso da grande consistência dos seus pneus Goodyear para subir até ao top 3, recuperando, assim, dos seus problemas iniciais.

Esta recuperação consolidou-se com a atuação dos respetivos companheiros de equipa no final da corrida. Quando a bandeira de xadrez foi erguida, a Jackie Chan DC Racing conseguia a segunda posição, seguida pela Jota Sport.

Consistência do pneu decisiva para subir ao pódio

As condições de vento e frio, combinadas com a repavimentação da pista, tornaram difícil de prever a performance dos pneus antes da corrida.

Ainda assim, o progresso tecnológico na única “guerra de pneus” que vigora no WEC fez com que os tempos fossem cinco segundos mais rápidos do que na última visita do campeonato ao COTA, há três anos.

As duas equipas escolheram a especificação “A”(mais macia) para a corrida. Esta foi a primeira prova de sempre para a Goodyear no COTA, e o pneu macio deu provas de uma excelente performance durante toda a corrida.

O regulamento do WEC limita as equipas à utilização de apenas 18 pneus para as sessões de qualificação e para a corrida de seis horas, pelo que os duplos stints, em que as equipas não trocam de pneus quando param para reabastecer, foram determinantes para alcançar um lugar no pódio.

Desde o Grande Prémio de Phoenix de 1991, a corrida no COTA foi a primeira para a Goodyear numa prova de um Campeonato do Mundo da FIA disputada nos EUA.

Nesse dia, Ayrton Senna obteve a pole position e a vitória para a McLaren-Honda. A temporada que assinala o regresso da Goodyear à competição internacional prossegue nos EUA, com uma corrida clássica, que se disputará no Circuito de Sebring, na Flórida, a 20 de março.

Notícias da mesma categoria

Joana Calado

Do mesmo Autor: Joana Calado

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com