Goodyear Wingfoot Express: o camião que mudou o transporte pesado de mercadorias

Goodyear Wingfoot Express: o camião que mudou o transporte pesado de mercadorias

Hoje, mais do que nunca, o transporte rodoviário de mercadorias é um serviço essencial para manter o mundo em movimento. Em momentos difíceis, como o que estamos a viver por causa da pandemia, os motoristas de camiões são imprescindíveis para garantir o abastecimento de alimentos e manter a cadeia de fornecimento.

O que, porventura, poucos saibam, é que nem sempre isto foi assim. O Wingfoot Express da Goodyear mudou o modo de transportar mercadorias. Apesar de, em 1917, o uso de pneus com ar já estar generalizado nos automóveis, ainda não era popular no setor do transporte pesado de mercadorias.

O Wingfoot Express, o primeiro camião da Goodyear equipado com pneus insuflados com ar a cobrir um percurso de longa distância carregado com toneladas de peso, representou uma autêntica revolução.

A história teve início numa manhã de abril de 1917, quando um grupo de trabalhadores da Goodyear se reuniu na garagem da empresa, situada em Akron, no Ohio (EUA), onde encontrou um camião novo com o motor desligado. O camião era um Packard de cinco toneladas, com uma carroçaria especial (tinha mais de três metros de altura), concebida e construída pela Goodyear.

O plano deste grupo de trabalhadores era completar a primeira rota interestadual de camiões com percursos regulares de ida e volta, sem escalas, desde a fábrica de pneus em Akron até à fábrica de têxteis para pneus da Goodyear, no Connecticut. Com uma distância total de 1.190 km.

A partir desta primeira experiência, uma vez aplicados todos estes melhoramentos, sete camiões Wingfoot Express foram postos em marcha, entre eles os modelos White, Mack e Packard, de três a cinco toneladas. Os pneus dos camiões foram tão fiáveis que, em 1918, sete camiões Express completaram uma excursão de quase 5.000 km ao longo da costa este dos EUA sem um único furo.

Após este novo feito, as persistentes equipas da Goodyear venceram de novo todos os obstáculos do percurso e as inclemências climatéricas, completando quatro viagens de ida e volta, percorrendo um total de 50.000 km. Um recorde mundial alcançado depois de cruzados os EUA, de costa a costa, em apenas 14 dias.

O Wingfoot Express reinventou o camião, permitindo-lhe conquistar as estradas e deixar de estar confinado apenas às suas restritas tarefas, limitadas ao transporte de carga entre as plataformas ferroviárias locais e os cais de embarque existentes nas proximidades.

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com