18.º Encontro da Rede Valorpneu decorreu online

12 - 18o-Encontro-da-Rede

“Está preparado para o que aí vem?” Esta foi uma das mensagens passadas no 18º Encontro da Rede Valorpneu, que este ano, pela primeira vez, decorreu em ambiente digital, no passado dia 25 de novembro.

Apesar da distância entre os intervenientes, dado o contexto pandémico que estamos a viver, o Encontro foi marcado pela proximidade e união de esforços face a um “novo futuro” que se avizinha, e para o qual a Valorpneu não está indiferente e se tem vindo a preparar ao longo do último ano.

Conforme refere Climénia Silva, diretora geral da Valorpneu: “A Valorpneu está preparada para o Futuro, com otimismo e confiança”.

O reforço da rede de Centros de Receção – Valorizarpneu (Condeixa), Reciclomais (Viana do Castelo), OLSilva (Pedroso), Solerenco (Maia), Sucatas Pinto (Paredes), Ambigroup (Faro) e Renascimento (Algoz) e ainda um operador no distrito de Bragança em processo de conclusão do licenciamento -, a revisão dos requisitos de qualificação dos operadores de tratamento de pneus usados, as auditorias aos produtores, comerciantes e operadores do sistema, assim como as várias ações de sensibilização, comunicação, educação e prevenção, com o objetivo de garantir a sustentabilidade do sector e posicioná-lo como um importante player em termos de economia circular são apenas alguns exemplos que espelham bem a resiliência e atividade da Valorpneu, que apesar deste período conturbado, apresentou resultados muito satisfatórios.

Segundo Climénia Silva, diretora geral da Valorpneu, em 2020 foram tratados no sistema 71 500 toneladas de pneus, um decréscimo apenas de 12% face a 2019, uma diminuição menor proporcionalmente à quantidade de pneus colocados no mercado.

Desde 2003 até ao final deste ano, a Valorpneu estima atingir 1 560 000 toneladas de pneus reutilizados e valorizados.

Relativamente aos destinos dos pneus usados em 2020, das 71 500 toneladas recolhidas pelo sistema, 40 700 t destinaram-se à reciclagem (cerca de 71% do objetivo de recolha), 28500t à valorização energética, cerca de 2000t à recauchutagem e as restantes tiveram outros destinos.

A inovação foi também um dos temas em destaque neste Encontro, que em conjunto com as novas tecnologias vão alterar o paradigma e transformar o sector dos pneus usados. Neste âmbito foi apresentado o NextLap, um programa de inovação da Valorpneu em parceria com o reciclador multinacional Genan, com o objetivo de lançar no mercado projetos concretos derivados de pneus usados e seus componentes.

O Encontro contou ainda com uma “mesa redonda virtual” para discussão do tema “Adaptação a uma nova realidade. Que oportunidades para o sector?”, com as participações de Hélder Barata Pedro, que falou sobre a mobilidade e a importância da descarbonização, Fernanda Ferreira Dias, Diretora Geral da Direção Geral das Atividades Económicas, com o tema do Pacto Ecológico Europeu e o Novo Plano de Ação para a Economia Circular, Ana Cristina Carrola, Vogal do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente, sobre os principais desafios que o novo “Pacote de Resíduos” nacional trará para o sector e o novo enquadramento legislativo na nova geração de licenças no contexto da responsabilidade alargada do produtor, e José Carvalho, Director of Business Innovation da Genan, que dissertou sobre o processo da reciclagem em Portugal e no mundo e o seu contributo para a economia circular.

Como já vem sendo habitual nos Encontros Valorpneu, foi atribuído o Prémio Desempenho de Centro de Receção 2020, onde o vencedor foi a Lusitano Pneus, de Paulo Jorge Mesquita, Lda., de Sangalhos.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com