Pirelli Sottozero mostra potencial em Monte Carlo

01 - Pirelli-Sottozero

Os pneus de inverno Sottozero da Pirelli – com e sem pregos – revelaram um alto nível desempenho no Rali de Monte Carlo, que foi ganho por Sébastien Ogier, no regresso da Pirelli como fornecedor exclusivo. 

O piloto da Toyota conquistou a oitava vitória na edição deste ano do Rali Monte-Carlo, naquele que foi o regresso da Pirelli como fornecedor exclusivo de pneus do WRC. Com este triunfo, o piloto francês bateu o recorde e tornou-se no piloto com mais vitórias de sempre naquele que é evento de rali mais prestigioso do mundo. Elfyn Evans, da Toyota, e Thierry Neuville, da Hyundai, ocuparam o segundo e o terceiro posto do pódio.

 O PNEU VENCEDOR
A Pirelli trouxe quatro tipos de pneus para Monte Carlo: P Zero (macios e super macios) e os Sottozero (com e sem pregos). Ogier equipou todos os tipos de penus, exceto os P Zero macios. No entanto, o pneu que fez a diferença foi o Sottozero STZ-B com pregos, permitindo aos pilotos enfrentar as condições extremas de baixa aderência, especialmente com gelo, que de outra forma seriam impossíveis de superar. Este pneu contém 200 pregos de dois milímetros, que cortam o gelo e a neve para gerar aderência.

A ETAPA-CHAVE
O pneu Sottozero com pregos foi utilizado por Ogier para obter uma vitória impressionante na SS9 de sábado (La Bréole-Selonnet), sendo que o francês foi 17 segundos mais rápido do que qualquer outro piloto, o que lhe permitiu construir uma vantagem sólida, vencendo o rali por 32 segundos.

TERENZIO TESTONI, RESPONSÁVEL PELAS ATIVIDADES DE RALLY PIRELLI
“Estamos muito satisfeitos com o desempenho de todos os nossos pneus no Rali de Monte Carlo: provavelmente o evento mais desafiante para os pneus de toda a temporada, especialmente em condições extremas como as que assistimos. O nosso pneu para a neve teve um desempenho excecionalmente bom em condições molhadas e com lama, apesar de não ser um pneu específico para estas condições, enquanto que o pneu com pregos foi capaz de fornecer a aderência necessária para dominar os amplos segmentos de neve e gelo, característica distintiva do evento deste ano. O Sottozero com pregos foi também utilizado em condições secas no domingo, proporcionando um desempenho consistente. Parabéns a Sébastien Ogier pela sua conquista histórica.”

O MAIOR DESAFIO
As restrições relacionadas com a pandemia fizeram com que as equipas enfrentassem algumas etapas bem cedo pela manhã em condições climáticas extremamente geladas e imprevisíveis. Além disso, a ausência de espectadores significava que não havia ninguém por perto para auxiliar qualquer competidor que se despistasse ou ficasse preso.

OS VENCEDORES DA CLASSE
A vitória no WRC 2, para pilotos de fábrica em carros Rally2, foi reivindicada pelo piloto de testes da Pirelli, Andreas Mikkelsen, ao volante de um Skoda, com quase um minuto de vantagem sobre o piloto da Ford, Adrien Fourmaux. No WRC 3, para pilotos privados de Rally2, a vitória sorriu a Yohan Rossel, da Citroën.

SÉBASTIEN OGIER, O VENCEDOR
“As condições estavam extremamente complicadas; em alguns pontos nem parecia que tínhamos pregos nos pneus. O carro tem sido incrível – é um prazer conduzi-lo.”

PRÓXIMO EVENTO
Arctic Rally Finland (neve), de 26 a 28 de fevereiro.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com