Pneus com falso redondo do tipo “flat spot”: sabe o que fazer? A Continental diz-lhe

04 - continentalflatspot

Em tempos de pandemia, com uma preocupação acrescida em relação à segurança dos portugueses, a Continental Pneus Portugal tem disponibilizado um conjunto de informação técnica que pretende apoiar os automobilistas nos cuidados a ter com os seus veículos.

Depois das recomendações a ter com o automóvel numa época em que os veículos permanecem muito tempo imobilizados, a Continental Pneus Portugal alerta, agora, para os pneus com falso redondo, deixando recomendações e conselhos aos automobilistas sobre o que fazer em caso de “flat spot”.

Um falso redondo do tipo “flat spot” resulta da deformação do pneu na zona de contacto entre este e o solo, causada pela ação da carga do veículo durante um estacionamento prolongado.

Os fatores principais que influenciam um falso redondo do tipo “flat spot” são o período de tempo em que os pneus estão parados sob carga, o nível de deflexão (pressão de enchimento vs carga), a temperatura ambiente e a temperatura do pneu.

Quando o veículo inicia marcha após um estacionamento prolongando, os pneus com falsos redondos do tipo “flat spot” podem repercutir vibrações, ampliar frequências e originar ruído. Na generalidade das situações, o pneu recupera a sua forma original após percorrer uma curta distância.

Temporário e semipermanente: os dois tipos de falsos redondos do tipo “flat spot”

O “flat spot” temporário ocorre da combinação de uma condução a velocidades elevadas imediatamente antes de um período de estacionamento prolongado ou em temperaturas ambiente elevadas.

Este tipo de “flat spot” desaparece normalmente depois de se percorrer uma distância curta, já que os pneus atingem a temperatura de utilização e retomam a sua forma inicial.

O “flat spot” semipermanente ocorre quando o veículo está estacionado durante um período que se prolonga por várias semanas ou meses, principalmente quando combinado com elevadas temperaturas e/ou pressões de enchimento baixas, que podem criar um “flat spot” bastante acentuado.

Conselhos para evitar “flat spot” temporários

Não conduza com pneus com pressão insuficiente ou excessiva. Os pneus com pressão desadequada são mais sensíveis a “flat spot”.

Aumente a pressão de enchimento dos pneus, de acordo com as recomendações do fabricante do veículo, se tencionar percorrer longas distâncias a altas velocidades com cargas pesadas.

Um ligeiro aumento (+0,2 bar) na pressão de enchimento dos pneus conduzirá a uma temperatura mais baixa de utilização e, consequentemente, a uma menor deflexão do pneu, o que reduzirá a ocorrência de “flat spot”. É fundamental não ultrapassar as pressões de enchimento a frio recomendadas pelo construtor do automóvel.

Se tencionar ter o seu veículo estacionado durante um longo período de tempo, pode aumentar ligeiramente as pressões de enchimento (+0,2 bar), para ajudar a reduzir a deflexão e, consequentemente, as ocorrências de “flat spot”.

Se a “flat spot” se mantiver e a vibração do veículo não desaparecer depois de percorrer uma distância curta, aconselha-se a visita a uma oficina para que sejam efetuados os procedimentos de verificação do estado dos pneus.

Mais informações disponíveis aqui.

 

Notícias da mesma categoria

Avatar

Do mesmo Autor: Bruno Castanheira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com