Michelin e Bridgestone juntas pela sustentabilidade

09 - Michelin-e-Bridgestone-juntas

A Michelin e a Bridgestone vão apresentar uma perspetiva conjunta sobre o avanço da sustentabilidade na indústria dos pneus na Conferência Smithers Recovered Carbon Black, a 22 de novembro

A Bridgestone Corporation e o Grupo Michelin vão fornecer uma perspetiva partilhada relativamente à circularidade do material e à ambição de aumentar a utilização de material de negro de fumo recuperado em pneus. A apresentação conjunta terá lugar na Conferência Smithers Recovered Carbon Black, em Amesterdão, a 22 de novembro de 2021.

Estima-se que um bilião de pneus em todo o mundo atinge o fim da sua vida útil todos os anos
Muitos dos desafios técnicos em torno da utilização de materiais reciclados e recuperados de pneus em fim de vida são compreendidos, mas continuam a existir barreiras no sentido de alcançar a circularidade do material à escala necessária para realizar um ecossistema de mobilidade mais sustentável. Atualmente, menos de um por cento de todo o material de negro de fumo utilizado globalmente na produção de pneus novos provém de pneus reciclados em fim de vida, devido a um fraco abastecimento para a recuperação e reutilização de negro de fumo.

O negro de fumo recuperado apresenta a oportunidade de reduzir a dependência da indústria de pneus da petroquímica, substituindo uma parte do fumo negro tradicional por uma alteração sustentável e circular, sem introduzir compensações de desempenho. Além disso, a utilização de negro de fumo recuperado na produção de pneus novos reduz as emissões de CO 2 em até 85% em comparação com materiais virgens.

Na conferência, as duas empresas vão delinear um caminho destinado a promover e aumentar a utilização de negro de fumo recuperado em pneus novos e outros produtos de borracha. Será necessária a colaboração com as partes interessadas em todos os aspetos da cadeia de valor da indústria dos pneus e da borracha para atingir este objetivo. Como tal, a Michelin e a Bridgestone procuram estabelecer uma coligação de um grupo diversificado de partes interessadas, incluindo fabricantes de pneus, fornecedores de negro de fumo, parceiros de pirólise e empresas emergentes de tecnologia para acelerar o progresso e aumentar a oferta de negro de fumo recuperado.

“A utilização crescente de negro de fumo recuperado em pneus é fundamental para alcançar a visão da Bridgestone para a mobilidade sustentável”, afirma Jake Rønsholt, vice-presidente de estratégia e transformação, Bridgestone Europa, Médio Oriente, Índia e África. “Juntamente com a Michelin e outros intervenientes, podemos gerar um impulso crítico nesta importante iniciativa e fazer avançar os nossos esforços para reduzir as emissões de CO 2 e fabricar produtos a partir de materiais totalmente renováveis e sustentáveis”.

“Há anos que se discutem as diferentes restrições e obstáculos que impediam a indústria da borracha de adotar matérias-primas recicladas e/ou recuperadas em quantidades significativas, refere Sander Vermeulen, vice-presidente do negócio de reciclagem de produtos de borracha em fim de vida, Michelin. “Sentimos que era o momento de parar de discutir e contribuir ativamente para encontrar soluções que permitissem à indústria da borracha como um todo tornar-se mais circular, aumentando a sua capacidade de adotar materiais reciclados e ou recuperados de pneus em fim de vida útil. Estou encantado por termos encontrado um parceiro na Bridgestone que partilha a nossa visão, e juntos convidamos as partes interessadas através da cadeia de valor dos pneus e da borracha a participar na viagem em direção à circularidade do material”.

Como parte da iniciativa conjunta, a Bridgestone e a Michelin vão liderar o desenvolvimento de um documento de posição que irá delinear o papel da indústria de pneus em alcançar uma economia circular. Mais tarde, em 2022, as empresas vão lançar um documento informativo para delinear os requisitos técnicos, características e soluções propostas para aumentar a utilização de negro de fumo recuperado em pneus novos.