Rosberg X Racing ganha o X Desert Prix com pneus Continental

04 - Rosberg-X-Racing

Durante o fim-de-semana da Páscoa, a espetacular nova série de corridas todo-o-terreno – Extreme E – celebrou a sua estreia no deserto da Arábia Saudita e fez jus ao seu nome.

Num oásis a cerca de 150 quilómetros a sudoeste de Tayma e 400 quilómetros a noroeste de Medina, as equipas brindaram-nos com um excelente espetáculo motorizado num pano de fundo de cortar a respiração

Sébastien Loeb escreveu o seu nome nos livros de história da Extreme E, tornando-se o primeiro piloto mundial de um carro de corrida ODYSSEY 21 a iniciar uma sessão de qualificação oficial. A pista desafiante exigia ao Campeão do Mundo de Ralis por nove vezes – e a todos os pilotos – estar no máximo das suas capacidades.

“Aguardamos por este momento com uma enorme expectativa”, diz Sandra Roslan, responsável pelo projeto na Continental, que íntegra o restrito lote de fundadores e fornecedora de pneus. “Ficámos completamente maravilhados – pelas corridas, pelas imagens de cortar a respiração e, claro, pelos pneus que os nossos engenheiros desenvolveram para as nove equipas. O CrossContact Extreme E funcionou de forma fantástica e proporcionou o desempenho que esperávamos sob as difíceis condições do deserto. As taxas de aceleração que os pneus proporcionaram são impressionantes, tendo em conta a areia macia e por vezes profunda. Até converteram na perfeição o impulso adicional extremo dos hiperpropulsores. Foi bastante visível a forma como Timmy Hansen assumiu, no final, a pole position graças à aceleração adicional. Isto antes de ser ultrapassado por Johann Kristoffersson”.

Na competição entre gigantes do desporto automóvel de disciplinas muito distintas, desenrolaram-se dois cenários.  Quando as equipas se lançaram à pista na ronda de qualificação individual, a X44 e Acciona | Sainz XE tomaram a pole position, com os campeões mundiais de ralis Sébastien Loeb e Carlos Sainz como pilotos de partida. No frente-a-frente da semi-final e na Crazy Race, Andretti United Extreme E e Rosberg X Racing ocuparam o primeiro lugar no domingo com os campeões do rallycross Timmy Hansen e Johan Kristoffersson. A terceira equipa a qualificar-se para a final foi a X44 de Lewis Hamilton. Apesar de Timmy Hansen ter assumido a pole position na emocionante final, teve de ceder a liderança a Johan Kristoffersson mesmo antes do primeiro marcador de caminho. O sueco manteve a sua liderança até o condutor mudar para Molly Taylor. O australiano de 32 anos defendeu de forma confiante a sua liderança e cruzou a meta à frente de Catie Munnings e Cristina Gutiérrez.

Na primeira classificação geral da história do Extreme E, a equipa composta por Johan Kristoffersson e Molly Taylor está à frente de Sébastien Loeb e Cristina Gutiérrez. Timmy Hansen e Catie Munnings estão em terceiro lugar. A equipa X44 do campeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton está à frente de Andretti United.

A próxima corrida será a 29 e 30 de Maio com o Ocean X Prix no Senegal. Nas margens do Lac Rosé, o pelotão será completamente reordenado. Perto de Dakar, as equipas não só enfrentarão condições climáticas completamente diferentes, mas também desafios de condução completamente novos.

Datas das restantes corridas de 2021:

Dakar, Senegal – Maio 29/30

Kangerlussuaq, Gronelândia – Agosto 28/29

Santarém, Brasil  – Outubro 23/24

Ushuaia, Terra do Fogo – Dezembro 11

Pode ver um vídeo da prova aqui

Notícias da mesma categoria

Redação RP

Do mesmo Autor: Redação RP

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com