Pneus Dunlop conquistam Campeonato do Mundo de Resistência

10 - pneus-dunlop-conquistam

A SERT termina a temporada de quatro corridas com 167,5 pontos, e 18 de vantagem sobre o seu rival mais próximo na classificação final. A equipa Dunlop Wójcik Racing Team terminou em quarto, ao passo que a BMW Motorrad World Endurance Team terminou la temporada na sexta posição.

A Suzuki Endurance Racing Team, um dos principais parceiros da Dunlop nas corridas de resistência, foi coroada com o título de Campeã do Mundo de Resistência da FIM (EWC) na tarde do passado sábado, depois de umas emocionantes 12 Horas do Estoril, em Portugal, enquanto que outro parceiro da Dunlop, a Wójcik Racing Team, conquistou um merecido pódio.

Os pilotos da Suzuki, Etienne Masson, Gregg Black e Xavier Simeon, levaram a Suzuki GSX-R1000 número 2 até ao quarto lugar na derradeira corrida da temporada, disputada no Estoril. Resultado mais do que suficiente para assegurar a sua décima sexta vitória no campeonato.

A bem-sucedida época da SERT começou há um ano, com a vitória no Bol d’Or. A equipa francesa deu seguimento a este êxito com um consistente quinto lugar nas 8 Horas de Sepang, a que se seguiu um terceiro posto nas 24 Heures Motos. No sábado, cruzou a meta na quarta posição, e durante a prova esteve sempre entre os cinco primeiros.

Os pilotos da BMW lideraram o primeiro stint, mas sofreram um acidente no início da corrida, embora, graças ao árduo trabalho realizado a partir de tão, conseguiram terminar na sétima posição.

Wim Van Achter, Motorsport Manager da Dunlop: “Parabéns à equipa SERT, pelo seu merecido título de Campeã do Mundo de Resistência. Realizaram uma temporada impressionante, com um ritmo muito consistente, e, sem dúvida, merecem vencer este campeonato. As 12 Horas do Estoril foram uma boa corrida, com que a Dunlop lidou bem, apesar da preparação ter sido efetuada no último momento. Também há que aplaudir a recuperação da BMW: depois de um infeliz acidente no início da corrida, o ritmo da moto número 37 foi tão consistente quanto impressionante”.

Wojcik no pódio nas duas classes
A equipa Dunlop com melhores resultados no Estoril foi a Wójcik Racing Team, que não só terminou no terceiro lugar na classificação absoluta, com a sua superbike de Fórmula EWC, mas ainda foi terceira na classe Superstock. As duas Yamaha YZF-R1 foram as duas motos da Dunlop melhor classificadas nas suas respetivas classes.

A equipo polaca confiou em Gino Rea, Broc Parkes e Sheridan Morais para a sua Yamaha número 77 inscrita ba categoria principal. Tal como aconteceu com a equipa SERT, a moto da escuderia Wójcik nunca saiu das cinco primeiras posições durante toda uma corrida que durou todo o dia, das 8 da manhã às 8 da tarde. Foi a melhor equipa independente, e por isso recebeu o melhor prémio por parte do Troféu de Independentes da Dunlop.

Na categoria Superstock, os pilotos de Wojcik, Marek Szkopek, Adrian Pasek e Christoffer Bergman, também terminaram no pódio. A sua terceira posição nesta classe foi suficiente para terminarem num muito respeitável décimo segundo posto da classificação geral, na frente de várias motos de Fórmula EWC.

No fim de semana anterior, a Wójcik participou nas corridas do Campeonato Nacional de Velocidade (CNV), que se disputaram no circuito situados nos arredores de Lisboa. Parkes venceu uma corrida ao sprint, e partilhou o pódio com Morais na outra. Depois de ter subido ao pódio no Estoril, fica claro que a preparação da equipa teve bons resultados.

Win Van Achter acrescentou: “Tal como o êxito das nossas outras equipas, o trabalho da Wójcik deve ser especialmente elogiado. È sempre agradável ver uma equipa independente terminar na frente de estruturas de fábrica com décadas de experiência. A sua preparação no Estoril, no fim de semana anterior, foi, decerto, muito útil, uma vez que saem de Portugal como a equipo Dunlop melhor classificada em ambas as classes. Parabéns a todos os envolvidos!”.

Na classe Superstock da Taça do Mundo de Resistência da FIM, A equipo No Limits Motor colocou-se na segunda posição do campeonato, depois de terminar no quinto lugar na corrida. Luca Scassa, Luca Vitali e Christopher Kemmer competiram com uma versão Superstock da Suzuki GSX-R1000, muito mais parecida com a moto de produção do que a versão de competição de Fórmula EWC. A equipo Wójcik de Superstock terminou a temporada na quarta posição.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com