Michelin apresenta soluções de mobilidade sustentável

09 - Michelin apresenta soluções de mobilidade sustentável

A partir de 20 de setembro, quando o sector do transporte e da logística se reúne no IAA Transportation de Hanover, a Michelin mostrará aos operadores e aos gestores de frotas como prepararem as suas empresas para o futuro

O stand A11 dos pavilhões 19-20 da principal plataforma internacional de transporte, logística, camiões e autocarros estará dedicado a soluções de mobilidade sustentável de pneus, para os pneus e para alem dos pneus. “O sector do transporte rodoviário enfrenta inúmeros desafios. A rentabilidade, a segurança, a sustentabilidade, a digitalização, a neutralidade carbónica e a criação de redes são os grandes problemas neste momento. Queremos desempenhar o nosso papel, oferecendo mobilidade sustentável neste sector, e fá-lo-emos, principalmente, através de ideias e abordagens que vão para além do negócio convencional dos pneus”, explica a Michelin.

Alta performance e respeito pelo meio ambiente
Ganhar em eficiência de combustível, reduzir as emissões de CO2, melhorar a durabilidade, prolongar a vida útil dos pneus e a reciclagem dos pneus: a Michelin traz uma grande quantidade de soluções ao IAA, que irão reduzir os custos globais associados aos veículos comerciais, e, ao mesmo tempo, reduzir a sua pegada de carbono. Por exemplo, o MICHELIN X MULTITM EnergyTM poupa até 1,1 litros a cada 100 quilómetros em viagens de curta e longa distância.

Este pneu oferece uma otimizada resistência ao rolamento, e também foi concebido para conseguir um elevado potencial de quilometragem, duas caraterísticas que potenciam a performance. “Com as suas fábricas em Valladolid e Aranda, em Espanha, Alessandria, em Itália, Homburg e Karlsruhe, na Alemanha, e Stoke-on-Trent, no Reino Unido, a Michelin, na Europa Ocidental, possui uma ampla experiência no fabrico de pneus para o transporte. Para muitos fabricantes de camiões, autocarros, furgões e reboques, a produção baseada na Europa é atraente”, afirma a Michelin.

Os pneus da Michelin também usufruem de um grande reconhecimento por parte dos consumidores no que diz respeito à proteção do meio ambiente e à preservação dos recursos. Dois dos temas principais da feira girarão em torno da recauchutagem e da reciclagem. Por exemplo, utilizar o serviço especial de recauchutagem MICHELIN REMIX, e reesculturar os pneus de camião com um elevado padrão de qualidade, aumenta a sua capacidade de quilometragem até 150 por cento.

A Michelin sublinha que a recauchutagem de pneus de camião e autocarro é um processo sustentável e respeitador do meio ambiente, e um pilar decisivo da sua proposta para os transportadores. O conceito de vida prolongada da Michelin reduz os custos para as frotas de camiões e para as empresas de transporte, que não têm que substituir os pneus com tanta frequência, e reduz consideravelmente o impacto ambiental. Na sua moderna fábrica de Valladolid (Espanha), a Michelin conta com uma capacidade de produção anual de 400 000 pneus, e, em Homburg (Alemanha), a Michelin conta com uma capacidade de produção de até 620 000 pneus recauchutados por ano. A fábrica de camiões de Stoke-On-Trent (Reino Unido) também desempenha um papel fulcral nesta área, com uma capacidade de produção anual de até 310 000 pneus recauchutados.

Soluções e serviços integrados e conectados
O IAA Transportation também será o palco para o lançamento da MICHELIN Connected Fleet no mercado alemão. Esta nova marca global reúne as soluções de gestão de frotas baseadas em dados do Grupo Michelin. A MICHELIN Connected Fleet incorpora, igualmente, um novo conjunto de soluções conectadas para transportadores, operadores de frotas e frotas de furgões. Estas soluções oferecem uma visão geral completa, e em tempo real, de diferentes fatores, como o uso de camiões e reboques. Com estas garante-de que os utilizadores podem aproveitar ao máximo as capacidades da sua frota, reduczir os seus custos operacionais, melhorar a segurança do tráfego em função dos comentários acerca da condução, reduzir o desgaste do veículo e, assim, otimizar o consumo de combustível.

A solução de manutenção preditiva de pneus da Michelin complementará a gama de produtos MICHELIN Connected Fleet, ao aproveitar os algoritmos de IA (Inteligência Artificial) e ML (Machine Learning ó aprendizagem automatizada). O que permite aos clientes anteciparem-se a uma perda de pressão, e prever a evolução do desgaste dos pneus. Uma das tecnologias conectadas que potenciam esta solução será mostrada no IAA: o MICHELIN QuickScan, um inovador scanner magnético, capaz de verificar os pneus em segundos. Mede a profundidade da banda de rolamento, à medida que o veículo passa sobre o mesmo, assim se simplificando e otimizando a manutenção dos pneus. O QuickScan oferece, deste modo, uma total transparência no que respeita ao estado dos pneus na frota de veículos, por forma a que as empresas possam aproveitar a totalidade da vida útil de um pneu, beneficiar de um menor dispêndio em combustível e diminuir o gasto em pneus.

A Michelin também continua a fazer evoluir a digitalização, como o provam as diversas aplicações que terá expostas: a MyTechXperts, por exemplo, apoia os operadores de frotas que possuem as suas próprias oficinas para as operações de manutenção diárias. A aplicación TruckFly facilita a vida dos motoristas, localizando lugares úteis para os camionistas. Ao passo que o MICHELIN ProCare é um novo serviço baseado na Internet e centrado nas frotas de furgões, que será lançado em 2023. Oferece aos operadores de frotas uma solução simples, transparente e rentável para a gestão de pneus. “Os nossos clientes das linhas de negócio de OEM e frotas esperam soluções rentáveis, que revelem potenciais poupanças de custos e os ajudem a desempenhar o seu papel na sustentabilidade do transporte. Oferecemos soluções e serviços inovadores, precisamente com estes objetivos”, explica Montse Zamarra, Diretora da MICHELIN Connected Fleet España.

Soluções de futuro
A Michelin mostra claramente o espírito de inovação que está a trazer à revolução da mobilidade, expondo, na feira, a sua estratégia de hidrogénio através da joint-venture Symbio. Espera-se que, em 2030, a Symbio alcance uma quota de mercado de 12%, gerando uma faturação de 1500 milhões de euros, e fabricando mais de 200 000 sistemas de pilhas de combustível por ano. A Symbio está, presentemente, a instalar o seu sistema StackPack na primeira frota de veículos comerciais animado por hidrogénio do Grupo Stellantis. O segmento dos camiões também é uma prioridade principal para a Symbio, dado que as cargas úteis pesadas e as longas rotas de transporte fazem com que o hidrogénio seja indispensável para a revolução energética.

A Michelin ambiciona melhorar de forma sustentável a mobilidade dos seus clientes. Líder do sector do pneu, a Michelin concebe, fabrica e distribui os pneus mais adaptados às necessidades e às diferentes utilizações dos seus clientes, assim como serviços e soluções para melhorar a eficácia do transporte. De igual modo, a Michelin oferece aos seus clientes experiências únicas nas suas viagens e deslocações. A Michelin também desenvolve materiais de alta tecnologia para diversas utilizações. Com sede em Clermont-Ferrand (França), a Michelin está presente em 177 países, emprega mais de 124.760 pessoas e dispõe de 68 centros de produção de pneus, que, em 2021, fabricaram 173 milhões de pneus.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com