“O desporto pode ensinar-nos muitas coisas”, Rajiv Poddar, diretor da BKT

12 - entrevista-Rajiv-Poddar-diretor-da-BKT-

O terceiro episódio das “Conversas que inspiram” já foi para o ar na BKT Network. A série consta de entrevistas inéditas transmitidas na TV digital da BKT, oferecendo uma perspetiva mais pessoal da família de profissionais da BKT.

O convidado deste novo episódio é Rajiv Poddar, diretor da BKT. Trabalho, família, desporto, comida e outras paixões foram alguns dos temas abordados nesta conversa, além de muitos outros assuntos, começando com a sua experiência com a gestão da BKT.

Rajiv, faz parte da terceira geração da equipa de direção da BKT, certo?
Sim. O meu avô, Mahabirprasad Poddar, fundou a empresa no papel de presidente. Atualmente, a empresa é liderada por Arvind Poddar, o meu pai. Por isso, sim, represento a terceira geração da família Poddar na direção da empresa.

O que recorda do seu avô?
Recordo-o como um pioneiro, um grande líder e um inovador. Costumavam chamá-lo “o pai do setor dos pneus” devida ao seu papel visionário no setor. Tenho muito orgulho em tudo o que fez, sobretudo porque ainda é recordado com carinho e respeito pelas pessoas que trabalham neste setor.

Antes de trabalhar na sede da BKT, trabalhou nas fábricas da empresa. Poderia falar-nos dessa experiência?
Claro. Comecei a minha carreira nas fábricas da BKT, onde trabalhei durante quase um ano e adquiri conhecimentos sobre os vários processos de cada departamento.

Trabalhei na divisão de engenharia e manutenção antes de passar para os recursos humanos e, finalmente, a produção, onde participei no fabrico dos pneus. Foi uma experiência fundamental para o meu crescimento pessoal e profissional.

Mudando de assunto, o que significa crescer numa família de empreendedores?
Naturalmente, o negócio faz parte do dia a dia desde muito cedo. Assim, é muito fácil assimilar atitudes e competências que, normalmente, só se adquirem depois de vários anos de experiência e trabalho. Na minha família, estas são mais-valias transmitidas de geração para geração e que representam o nosso lema na perfeição: “Juntos é perfeito”.

Esse também é o lema [“Together is Perfect” em inglês] para os seus patrocínios desportivos. Gosta de desporto?
Quem me conhece sabe que adoro desporto, quer seja críquete, futebol ou outra modalidade de equipa. Penso que o desporto pode ensinar-nos muitas coisas, sobretudo, como trabalhar em equipa e apoiar os colegas, respeitando também os adversários. Esta minha paixão pelo desporto reflete-se nos patrocínios da BKT.

Deve ser fantástico poder combinar o negócio e a paixão pelo desporto.
Sim, é fantástico, ainda que a realidade seja muito mais complicada. Passo a explicar: atualmente, a competitividade é possível apenas se os profissionais trabalharem com afinco e paixão para alcançarem as metas da empresa. Competição, paixão e o desejo de alcançar as metas são os valores partilhados pela BKT e pelo desporto. O mundo do desporto é verdadeiramente fascinante: os adeptos unem-se à sua equipa preferida quando têm de a apoiar durante um jogo importante.

Por isso, na realidade, não é só uma questão de combinar o negócio e as minhas paixões: é uma questão de partilhar valores.

E o desporto pode ser considerado um modelo de partilha de valores?
Acredito que se trata de um exemplo importante da promoção de valores positivos na sociedade. Ao demonstrar estes valores dentro e fora do campo, os desportistas podem tornar-se exemplos positivos a seguir, especialmente para os jovens.

Em relação aos jovens, o facto de ter de começar a trabalhar tão novo pode ser uma fonte de inspiração para muitos. O que gostaria de dizer sobre o assunto?Começar a trabalhar novo tem uma série de vantagens. Uma delas é que as pessoas mais experientes tendem a partilhar o seu know-how e conhecimentos e os truques do ofício. À medida que o tempo passa e ganhamos experiência, ganhamos mais independência e encontramos o rumo certo para nós.

Quem mais o inspira, do ponto de vista profissional e pessoal?
Devo dizer que tanto o meu avô como o meu pai são grandes fontes de inspiração, sobretudo pela forma como interagiram e interagem com as pessoas dentro e fora do trabalho. Ainda tenho muito a aprender com eles.

Agora, algumas perguntas pessoais. Tem duas filhas maravilhosas. O que significam para si?
Significam tudo para mim. Como todos os pais, adoro-as. Os melhores momentos são passados com elas.

Suponho que a sua função na BKT implique muitas viagens e deslocamentos. Como equilibra o trabalho e a vida privada?
É verdade. Viajo muito e para vários pontos do mundo, mas não tenho razões de queixa: durante as viagens, conheço muitas pessoas e visito muitos locais. No entanto, admito que tenho muitas saudades da minha mulher e das minhas filhas. Mas também é verdade que a tecnologia ajuda muito. Costumamos fazer chamadas de vídeo. Assim, estou próximo delas onde quer que esteja.

E a sua esposa? Também trabalha na empresa? Estão casados há quanto tempo?
A minha mulher Khushboo e eu estamos casados há mais de 12 anos. Sim, também trabalha na empresa. Aliás, desempenha um papel essencial na implementação do software de gestão da BKT.

Outra curiosidade: qual a sua cidade preferida?
Sem dúvida, Londres. Vivi na cidade durante seis anos e foi uma segunda casa.

Passemos agora a falar de comida: gosta de cozinhar?
Sim, sobretudo comida italiana. A massa e o risotto são duas das minhas especialidades.

 Prefere a Netflix ou a televisão? E qual é o seu filme preferido?
A Netflix sem dúvida. Prefiro comédias. Por exemplo, conseguia ver todos os episódios de Friends em dois dias.

Obrigado. Uma última pergunta, já obrigatória na nossa série de Conversas que inspiram. Qual é a sua grande paixão?
A resposta é fácil: a minha família, o meu trabalho e o desporto.

Notícias da mesma categoria

João Vieira

Do mesmo Autor: João Vieira

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com