Goodyear equipa novo Lotus Emira com Eagle F1 SuperSport

07 - Goodyear-equipa-novo-Lotus-Emira

A Lotus lançou o Emira, o último de uma longa série de impressionantes modelos com motor central do célebre fabricante britânico de automóveis desportivos. A Lotus escolheu o Goodyear Eagle F1 SuperSport como pneu de equipamento de origem para o novo modelo

O Emira foi desenvolvido para oferecer a precisão caraterística e o feedback sem filtros que os condutores de Lotus exigem. Está construído sobre um novo e ligeiro chassis em alumínio, tecnologia em que a Lotus foi pioneira e continua a ser parte intrínseca do ADN dos automóveis desportivos da empresa. A Lotus escolheu trabalhar com a Goodyear para desenvolver um pneu que cumpra com requisitos muito específicos, para apoiar o lendário foco da marca na condução, no comportamento e na agilidade.

O Eagle F1 SuperSport é o mais recente pneu UUHP (ultra ultraelevadas prestações) da Goodyear. Possui uma construção única, com uma cobertura Powerline que lhe permite manter a sua forma e maximizar a sua superfície contacto. Tal é o que lhe confere a estabilidade a alta velocidade que é essencial para este tipo de automóvel desportivo. Isto, combinado com uma inovadora combinação de compostos em forma de “U”, conhecida como Tecnologia DualPlus, proporciona zonas definidas na banda de rolamento para uma performance excecional em piso seco e molhado.

O Eagle F1 SuperSport foi especificamente desenvolvido para o Emira, mas medidas 245/35ZR20 dianteira, e 295/30ZR20 traseira, com afinações destinadas a otimizar a condução, o comportamento e o feeling da direção do veículo. Este trabalho de investigação e desenvolvimento no projeto Emira significa que o pneu é único para o Lotus Emira, e conta com a marcação LTS na parede lateral como prova disso nesmo.

Gavan Kershaw, Diretor de Atributos de Veículos da Lotus, comentou: “Os pneus são uma parte extremamente importante da equação em que dinâmica do veículo, condução, comportamento, aderência, agilidade e estabilidade debvem todas trabalhar em harmonia entre si. Para a Lotus, em que uma dinâmica do veículo de classe mundial, e uma condução e um comportamento de referência são determinantes para o nosso ADN de marca, a escolha dos pneus é vital”.

E acrescentou: “Tal como todos os modelos da Lotus, levámos a cabo testes e um desenvolvimento extensivos, para garantir que todas as áreas que contribuem para a dinâmica do veículo, incluindo os neumáticos, a suspensão e a cinemática, cumprem os nossos extremamente elevados objetivos. Trabalhar com a Goodyear neste pneu especialmente desenvolvido para o efeito garantiu que tais objetivos foram cumpridos”.

Hans Vrijsen, Diretor-Geral de Equipamento Original da Goodyear, afirmou: “Estamos encantados por voltar a colaborar com a Lotus, após a marca ter escolhido o Eagle F1 SuperSport para o Emira. A Lotus é reconhecida por estabelecer os mais elevados padrões em dinâmica do veículo, e considerou que o pneu da Goodyear seria a combinação perfeito”.

Este desenvolvimento conjunto entre Lotus e Goodyear reaviva uma longa e bem-sucedida colaboração. A Goodyear foi o equipamento de origem de muitos dos mais emblemáticos modelos da Lotus desde os anos de 1970 até aos de 1990. Os desportivos Elan, Elite, Eclat e Excel montavam todos pneus Goodyear, tal como o Lotus Esprit Turbo, que se tornou num ícone no filme de James Bond For Your Eyes Only, protagonizado por Roger Moore.

Este desenvolvimento conjunto dos pneus de estrada decorreu lado-a-lado com o êxito da Lotus na competição, com Goodyear e Lotus a partilharem o degrau mais alto do pódio de um Grande Prémio de Fórmula 1 por 32 vezes num período de 14 anos, de 1973 a 1987. O corredor da fama da Lotus e da Goodyear na F1 conta com lendas como Emerson Fittipaldi, Ronnie Peterson, Mario Andretti, Elio De Angelis, Nigel Mansell e Ayrton Senna.

O Emira é proposto com dois motores de gasolina: um quatro cilindros turbo de 2,0 litros, e um V6 sobrealimentado de 3,5 litros, com potências entre 360 e 400 cv. O Emira é o último Lotus com motor de combustão interna, antes de o fabricante britânico embarcar no seu futuro totalmente elétrico.