Pneus Pirelli Scorpion destacam-se na Sardenha

06 - Pneus Pirelli Scorpion destacam se na Sardenha

O segundo Rali em gravilha de 2022  do WRC foi mais um sucesso para as versões mais recentes dos pneus Pirelli Scorpion, que ajudaram os pilotos a superar as desafiantes etapas do Rali da Sardenha. Mesmo perante temperaturas elevadas, o Scorpion de composto macio foi capaz de oferecer aderência total em superfícies arenosas, enquanto o Scorpion de composto duro demonstrou um desgaste adequado

A estratégia de pneus adotada pelos pilotos não apresentou grandes surpresas, com a maioria a utilizar uma mistura dos compostos duro e macio, com a decisão entre um e outro a ser ditada pela natureza das etapas, geralmente muito escorregadias na primeira passagem e repletas de pedras afiadas na segunda, o que exigia um equilíbrio cuidadoso entre aderência, desempenho e força.

Esta estratégia favoreceu particularmente Ott Tanak, da Huyndai, que venceu o rali, seguido de Craig Breen, da M-Sport Ford, e Dani Sordo, também da Huyndai.

Terenzio Testoni, responsável pelas atividades de Rali da Pirelli, comentou o seguinte: “A Sardenha foi um palco sem surpresas e que nos deu uma certa satisfação. As condições extremamente duras, devido às temperaturas altas e às superfícies dos traçados, que estão entre as mais desafiadoras do todo o campeonato, estiveram em linha com o que se pode esperar de um campeonato mundial de rali.

Muito ao contrário do que aconteceu em Portugal, onde assistimos a algumas circunstâncias excecionais durante as segundas passagens pelas etapas. Como sempre, na Pirelli estamos sempre à procura das melhores soluções para acompanhar, ou até mesmo antecipar, a evolução constante dos carros. Já testamos praticamente todas as condições com excelentes resultados: asfalto, gelo, neve e gravilha. Segue-se agora o Rali do Quénia, que nos irá apresentar traçados rápidos em gravilha”, concluiu.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com