Pirelli faz última volta na Hungria antes das férias

08 - Pirelli faz última volta na Hungria antes das férias

O Grande Prémio da Hungria assinala o fim da primeira metade do ano, antes da paragem de verão. Para esta corrida, a Pirelli escolheu os pneus intermédios da gama de F1: C2 (duros), C3 (médios), C4 (macios)

Como já é habitual no Hungaroring, espera-se uma corrida muito exigente e disputada sob temperaturas elevadas. Recorde-se que, no ano passado, as temperaturas da pista chegaram quase aos 60 graus. Contudo, nessa edição, choveu um pouco antes do início da corrida, o que levou a um recomeço surreal após um incidente na primeira curva, quando o piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, foi o único a figurar na grelha de partida (com o composto intermédio). Todos os restantes seguiram para a pit lane para equiparem slicks.

Este é um circuito com baixas cargas energéticas e asfalto liso que, por vezes, pode apresentar algumas irregularidades. Tudo junto significa que as maiores exigências dos pneus estão mais ligadas à tração do que à travagem.

“No passado, Hungaroring era conhecido como um lugar que colocava grandes dificuldades de ultrapassagem, mas o novo pacote de monolugares e de pneus tem aproximado os pilotos, e é por isso que vimos grandes corridas e com muitas ultrapassagens na presente temporada. Espero que o mesmo aconteça no Hungaroring, uma pista apertada com tendência para se gerar tráfego. A Hungria é também conhecida pelas suas altas temperaturas, apesar de ter chovido nos últimos dois anos, o que nos leva a não tirar conclusões precipitadas! Já vimos algumas surpresas no Hungaroring, algo que pode voltar a acontecer”, referiu o departamento de comunicação da Pirelli.

 

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com