Pirelli faz antevisão Grande Prémio de Abu Dhabi

12 - Pirelli-faz-antevisao

Depois de dois novos desafios (no Qatar e na Arábia Saudita), os pilotos enfrentarão o circuito familiar de Yas Marina – embora a pista tenha sofrido modificações significativas, no presente ano

No entanto, de acordo com as simulações e outros dados coletados, foram escolhidos os mesmos compostos de pneus de 2020: o C3 como duro, C4 como médio e C5 como macio.

As mudanças na pista, que foram projetadas para fornecer mais oportunidades de ultrapassagem, aumentarão as velocidades e as cargas exercidas durante algumas curvas. No entanto, como o circuito permanece suave, com um baixo stress exercido nos pneus em termos de desgaste e degradação, os três compostos mais macios são ainda a escolha adequada.

CARACTERÍSTICAS DO CIRCUITO
Como é habitual, a corrida vai começar um pouco antes do pôr do sol e terminar já durante a noite, pelo que a temperatura da pista cairá rapidamente, o que afetará o comportamento dos pneus. A FP2 e a qualificação são as duas únicas sessões relevantes, já que os outros dois treinos livres decorrerão no calor do dia.

No ano passado, a estratégia de uma paragem (médios-duros) foi a opção vencedora e a mesma tática utilizada pelos três primeiros. Apenas três pilotos pararam mais de uma vez, e foi a sexta vez consecutiva que o Grande Prémio de Abu Dhabi foi vencido pelo piloto que saiu da pole position.

Essas alterações encurtaram a distância da volta em 273 metros, o que significa que o número de voltas foi incrementado de 55 para 58 e que os tempos das voltas cairão cerca de 14 segundos.

FÓRMULA 2: O QUE ESPERAR
A temporada de Fórmula 2 também terá o seu ponto final em Abu Dhabi. A escolha de pneus será a mesma das ronda anterior em Jeddah, com o P Zero Yellow médio e o P Zero Purple supermacio disponíveis. Esta será a primeira visita da F2 a Abu Dhabi desde 2019 e, portanto, será a primeira vez que os pneus de 18 polegadas correrão neste circuito. Como de costume, os motoristas têm seis conjuntos disponíveis (quatro médios e dois supersofts) para usar no fim de semana. Será realizado um teste de pós-temporada para a F2 após a corrida, de quinta a sábado.

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI NA F1
“O circuito de Yas Marina representa um local familiar para a última corrida do ano, mas as modificações na pista representam uma nova reviravolta e prometem uma conclusão emocionante para o que tem sido uma temporada emocionante. Esta será a primeira vez enfrentamos a nova configuração, incluindo algumas áreas com asfalto novo, mas pudemos contar com simulações e outras informações com antecedência para nos prepararmos. Em geral, com a criação de algumas curvas mais rápidas, a pista é agora mais rápida e com mais possibilidades de ultrapassagens. O resultado dessas mudanças são cargas verticais maiores, especialmente nos pneus dianteiros. Mas não esperamos que a severidade geral dos pneus mude significativamente, e é por isso que nomeamos os pneus mais macios da gama de F1. Após a corrida, as equipas terão a oportunidade de testar com a especificação final de pneus de 18 polegadas para 2022 utilizando carros mula. A primeira vez que veremos o pacote definitivo de novos pneus equipados nos monolugares de 2022 será durante os testes de pré-temporada, no próximo ano, no final de fevereiro.”

Após o Grande Prémio, as equipas contarão com dois dias de testes, na terça e quarta-feira. Em ambos os dias as equipas poderão testar os novos pneus de 18 polegadas para o ano de 2022, tendo de escolher apenas um dos dois dias para o teste dedicado a jovens pilotos, com pneus de 13 polegadas.

A ronda final do Intercontinental GT Challenge, equipado com Pirelli, em Kyalami, na África do Sul, foi remarcada. A prova deveria ter sido realizada no último fim de semana, mas foi adiada devido a restrições de viagens relacionadas com a COVID. A corrida acontecerá de 3 a 5 de fevereiro: três semanas antes do início da temporada GT de 2022, em Bathurst, Austrália.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com